Loading

Docência universitária: saberes e cenários formativos

Maiza Taques Margraf Althaus
 
 
Dados técnicos da obra
 
Edição: 1 a
 
Páginas: 224
 
Formato: 16 x 23 cm
 
Peso: 392g
 
Miolo: papel ofsete 90g/m 2 , costurado
 
Capa: cartão supremo 250g/m 2 , com laminação fosca
 
Ano de publicação: 2016
 
ISBN: 978-85- 62450-46-4
 
Revisão: Cláudia Gomes Fonseca
 
Capa, projeto gráfico e diagramação: Dyego Marçal
 
Apresentação
 
Nesta obra, Maiza Taques Margraf Althaus contempla os
 
desafios da formação pedagógica de professores do ensino superior
 
e as perspectivas do desenvolvimento de propostas de formação
 
pedagógica para a docência universitária.
 
Ao problematizar a ausência de espaços para o
 
desenvolvimento pedagógico da docência universitária, a autora
 
defende a necessidade de potencializar a promoção da formação
 
pedagógica dos professores para o ensino de graduação, com vistas
 
à sua valorização em diferentes cenários formativos.
 
O estudo tem como base a pesquisa desenvolvida pela
 
autora em sua tese de doutorado, a partir de uma sólida experiência
 
profissional de mais de duas décadas de atuação como professora
 
no campo da pedagogia universitária, em nível de graduação e pós-
 
graduação.
 
Prefácio
 
Docência universitária: saberes e cenários
 
formativos
 
O tema central desta obra é a docência universitária e a
 
eventual deficiência da formação pedagógica do professor
 
universitário, a partir deste vigoroso estudo realizado pela
 
professora Dra. Maiza Taques Margraf Althaus, de quem tive a
 
honra de ser orientador no doutorado e reconhecer sua
 
competência, autonomia e dedicação plenas.
 
Os objetivos assumidos por este trabalho incluem a
 
identificação da contribuição dos colegiados de cursos, a
 
investigação dos significados da formação dos professores-
 
coordenadores, as perspectivas e os desafios da formação docente
 
universitária e as perspectivas do desenvolvimento de propostas de
 
formação pedagógica para a docência universitária.
 
Este exercício de reflexão implicou por parte da autora a
 
necessidade de integrar teoria e prática, um dos destaques desse
 
consistente trabalho e que me faz reportar à ideia – proposta por
 
Stiehler e Sandkühler, citados por Wolfdietrich Schmied Kowarzik
 
em seu livro Pedagogia Dialética: de Aristóteles a Paulo Freire –,
 
de que a prática “se torna fundamento e referência da verdade da
 
teoria que a reflete, e a teoria se converte em órgão de
 
representação e instrumento de orientação da práxis” (São Paulo:
 
Brasiliense, 1983, p. 21). A práxis, nesse caso, resulta da relação
 
entre a prática e a teoria que dela decorre.
 
E para enfrentar tal desafio, a autora analisou e interpretou
 
o processo de formação e o desenvolvimento profissional dos
 
professores universitários, fundamentada na abordagem
 
fenomenológico-hermenêutica, e no estudo de caso do tipo
 
etnográfico. A eficácia do trabalho de campo se valeu de
 
entrevistas semiestruturadas, observação, questionários e o
 
desenvolvimento de grupos focais.
 
E a despeito “das limitações da formação pedagógica e do
 
desenvolvimento profissional da docência universitária”, este
 
estudo sugere a possibilidade de se desenvolver programas e
 
projetos de formação docente, articulando-os com os
 
procedimentos pedagógicos.
 
No depoimento da autora, “os resultados da pesquisa
 
revelam que a docência universitária é gestada no interior de cada
 
curso, observando-se os aspectos referentes à sua cultura didática,
 
que provém de aspectos oriundos do campo epistemológico de
 
cada profissão. Porém, a cultura didática é ampliada e nutrida
 
pedagogicamente na medida em que cada professor se percebe
 
como partícipe de uma categoria mais abrangente: a de professor
 
universitário. Foi deste modo que se visualizou a interseção entre
 
as culturas pedagógica e didática no seio da docência
 
universitária, seus saberes e cenários formativos.”
 
Certamente, este trabalho representa uma valiosa e
 
imprescindível contribuição à formação dos professores e
 
coordenadores-professores das nossas universidades, sendo,
 
portanto, eficaz em sua aplicação nos âmbitos de influência da
 
ação formativa na docência universitária.
 
Prof. Dr. Ricardo Tescarolo
 
Sobre a autora
 
Maiza Taques Margraf Althaus nasceu em Ponta Grossa
 
(PR). É casada com Sérgio Augusto Althaus e mãe de Bruno e
 
Giana Margraf Althaus. Licenciou-se em Pedagogia pela
 
Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Foi professora
 
atuante na Educação Básica da rede pública e particular de ensino.
 
Realizou seu Mestrado em Educação (UEPG) e foi orientanda da
 
professora Dra. Lilian Anna Wachowicz. Na Pontifícia
 
Universidade Católica do Paraná, cursou o Doutorado em
 
Educação, sob orientação do professor Dr. Ricardo Tescarolo.
 
Desde 1991 é professora na UEPG (Departamento de Pedagogia),
 
atuando na formação de professores. Leciona Didática nos cursos
 
de graduação (licenciaturas) e disciplinas de formação pedagógica
 
para a Docência Universitária em programas de pós-graduação
 
(mestrado e doutorado). Coordena o Programa “Docência do
 
Ensino Superior”, vinculado à Pró-Reitoria de Graduação da
 
UEPG.

Veja mais fotos...

Docência universitária: saberes e cenários formativos_240